Textos para a Categoria ‘Escritos’

Felizes são os atores…

Por Declev Dib-Ferreira em 27/03/2008

FELIZES SÃO OS ATORES…

Declev Reynier

Felizes são os atores

Que podem tirar de si

De dentro

Do fundo

Tudo o que lhes oprime

Podem ser o mundo

Chorar as dores de seu peito

E dizer que é de outro

Cuspir sua raiva

E dizer que é de outro

Podem ser tantos, tantos e tantos

Sem serem tachados

De loucos

Podem ser loucos

E nunca o serão.

Textos Relacionados à "Felizes são os atores…"

AgradecimentoPresenteDias de carnaval



Compartilhe:  Uêba  |   del.icio.us  |   Rec6  |   Linkk

Cativar

Por Declev Dib-Ferreira em 02/11/2007

Cativas, mas
Cativar
Não é pôr
Em cativeiro;
     Cativas, mas
     Cativar
     Não se compra
     Com dinheiro;
Cativas, pois
Cativar
É um verbo
Por inteiro;
     Cativas, mas
     Cativar
     É devagar
     E sorrateiro;
Cativas, pois
Cativar
É reconhecer
Pelo cheiro;
     Cativas, pois
     Cativar
     É amor
     Verdadeiro.

——————————————————————————————

Na mesma linha:

a) Cativando – Silvia Cohin e Fernando Peixoto

——————————————————————————————

Textos Relacionados à "Cativar"

Não há textos relacionados



Compartilhe:  Uêba  |   del.icio.us  |   Rec6  |   Linkk

Amor!

Por Declev Dib-Ferreira em 31/10/2007

Alguma coisa despertou
Em meu coração de gelo
Algo que agora o esquentou
E periga derretê-lo

Que nome que isso tem? Amor?
Quem poderá me responder?
Só sei que agora sinto dor
E sem isso não sei viver

Faço desse sentimento
Da minha vida o alimento
Que me dá forças pra esperar

O tão esperado momento
De acabar meu sofrimento
Na hora que você voltar

——————————————————————————————

Na mesma linha: http://calidoscopiopoetico.blogspot.com/2007/08/odes-ao-amor.html

Textos Relacionados à "Amor!"

Matemática do AmorAmor é para essas coisas…Como fazer letras de músicas



Compartilhe:  Uêba  |   del.icio.us  |   Rec6  |   Linkk

O menino de rua

Por Declev Dib-Ferreira em 28/10/2007

Estavam voltando do restaurante, satisfeitos. Antes de chegarem ao carro avistaram a cena chocante, que deixou os dois aflitos. – “Olha Mário, coitado…” – disse a esposa. – “Oh…, você sabe que não consigo ver essas coisas Sandra!” – os olhos dele logo lacrimejaram. Ficaram por alguns instantes parados, observando aquele triste quadro urbano.


Leia o texto completo »

Textos Relacionados à "O menino de rua"

O Carnaval



Compartilhe:  Uêba  |   del.icio.us  |   Rec6  |   Linkk

Cuméquié?

Por Declev Dib-Ferreira em 24/10/2007

O casal parou em frente à loja de perfumes; uma vendedora estendeu o pé, e lhes entregou uma fita com o odor de um perfume. A mulher do casal olhou-a com a boca – aberta -, agradeceu pelo nariz e levou a fita ao ouvido para melhor sentir o cheiro. Ela disse que gostou, mas não iria levar porque estava sem dinheiro. A vendedora, boa vendedora por sinal, insistiu e disse: “leve, faço questão, pode deixar que eu pago”. O casal entrou na loja, à espera de novos clientes, e a vendedora foi embora, feliz da vida, carregando o perfume que acabara de vender.

Textos Relacionados à "Cuméquié?"

Não há textos relacionados



Compartilhe:  Uêba  |   del.icio.us  |   Rec6  |   Linkk

Sorvete

Por Declev Dib-Ferreira em 22/10/2007

Não quero Sorvete,
Quero só ver-te
E depois sorver-te…

Textos Relacionados à "Sorvete"

Não há textos relacionados



Compartilhe:  Uêba  |   del.icio.us  |   Rec6  |   Linkk

O Concurso

Por Declev Dib-Ferreira em 18/10/2007

Ele leu sobre o concurso em um jornal. Estavam dando bastante destaque, começou a sair até na televisão. Foi pela pindaíba que estava passando que resolveu se inscrever.
– Ô Zé, cê tá lôco??? – perguntou estupefato um amigo – se inscrever no concurso de bunda substituta num grupo de pagode???
– É a crise né?, tenho que tentar de tudo – se limitou a dizer.
Foi fazer a inscrição. A bunda (ops!), a moça que estava recebendo as fichas das candidatas quase teve um troço:
– Sr. José… o senhor não pode se inscrever!
РE porque ṇo?
РO concurso ̩ para escolher a bunda mais bonita que dan̤a mais gostoso para fazer parte do grupo!
– Eu sei… mas, em primeiro lugar, considero que tenho uma bunda bonita e, depois, dançar eu já tenho prática: dancei no emprego, dancei na poupança, dancei no casamento… e o regulamento não diz que homens não podem se inscrever!
– É mesmo…
Conseguiu se inscrever.
Ele tinha muitos pêlos nas pernas e bunda, é verdade, mas resolveu que não iria raspar, só clarear com água oxigenada – É para dar charme – disse. Difícil foi achar uma roupa que coubesse…
No dia da primeira eliminatória surpreendentemente ele arrasou! Ficou entre as vinte finalistas, dançou e rebolou como nenhuma outra. Na finalíssima foi mais arrasante ainda. Não teve para ninguém! Só viram a bunda dele. Conquistou o primeiro lugar. Quebrou um paradigma e saiu do palco chorando.
No dia seguinte, como era de se esperar, saíram fotos suas (do traseiro, diga-se) em todos os jornais e revistas do país. Ficou famoso. Manchetes: “O Homem da Bunda mais Bonita do Brasil!”, “O Sucessor!”, “A Bunda que venceu!”…
Aí começaram os reveses. Começaram a falar mal dele, dizendo que era burro, que não havia mais nada na cabeça além da bunda, colocaram frases mentirosas em sua boca, coisas horrorosas que só a imprensa e o povo unidos jamais serão vencidos são capazes de fazer. Começaram muitas mulheres a fazerem propostas indecentes, maliciosas, oferecendo dinheiro para irem com ele para cama, ligações anônimas no meio da noite com mulheres falando barbaridades obscenas… Não teve mais sossego!
Até que não agüentou. Não seguiu a carreira artística. Desistiu.
Não queria ser conhecido como apenas mais uma bundinha bonita da Música Popular Brasileira.

Textos Relacionados à "O Concurso"

Mãe Árvore



Compartilhe:  Uêba  |   del.icio.us  |   Rec6  |   Linkk

Corujas e Morcegos

Por Declev Dib-Ferreira em 18/10/2007

Amo a madrugada
Onde as horas passam lentas,
Sonolentas
Onde as pessoas dormem
E eu vivo
Onde os sons se calam
E ouço a mim
Onde o mundo é todo meu
E das corujas e morcegos –
Quando havia corujas e morcegos

Textos Relacionados à "Corujas e Morcegos"

Não há textos relacionados



Compartilhe:  Uêba  |   del.icio.us  |   Rec6  |   Linkk

Esperança

Por Declev Dib-Ferreira em 18/10/2007

Sempre
Sempre
Sempre
Sempre
Sempre
Haverá
Sol
Haverá
Lua

Textos Relacionados à "Esperança"

Três trovas não novas…São FranciscoMulher Nua



Compartilhe:  Uêba  |   del.icio.us  |   Rec6  |   Linkk

Terra Improdutiva

Por Declev Dib-Ferreira em 18/10/2007

Tem gente que pensa que minha mente é terra devoluta,
Improdutiva,
Não é!
Absoluta falta de informação!
Invadir meu pensamento assim é crime,
Passível de prisão perpétua em meu coração…

Textos Relacionados à "Terra Improdutiva"

ChuvaA chuvaBarata



Compartilhe:  Uêba  |   del.icio.us  |   Rec6  |   Linkk

O que encontrar por aqui?

Estou unindo a minha cara de pau com o serviço inestimável de um blog cultural. Vejam só que idéia magnífica! Dói escrever e ninguém ler. Saiba mais

Quer assinar?

 Assine em um leitor Ou, receba por email:
Digite seu email: