Árvore de Arte

Por Declev Dib-Ferreira em 28/08/2011

ÁRVORE DE ARTE

Declev Reynier

Obra de arte;
Tu és obra de arte.

De um lado a mata,
Do outro o rio que é um mar
No meio a areia branca…

E você.

Caída,
Apoiada em teus próprios galhos
Atitude de quem quer viver,
Ou sobreviver.

Não importa se estás morta
Tua beleza é essa
Obra de arte
Nas areias do Tupé
Esta árvore apenas o é…

Obra de arte.

Ao vento
No relento
Sem tua proteção de folhas,
Apenas o teu corpo de madeira
Conservando a tua energia.

Cadê tua alma?
Será que estás reencarnada
Em alguma plântula?

Obra de arte
Devias ser um trono
Aliás, és um trono
Onde os espíritos da natureza
Se sentam e se sentem reis
Onde se observa a vida em volta
E mais coisas que eu não sei.

Obra de arte
Tu és
Obra de arte
E acho que já sabes.

Te nomeio Rainha do Tupé
O rio cheio te lava os galhos
A floresta limpa teus pés
A areia branca adora ser pisada por ti
E as pessoas…

Essas, como eu, quando te vi
Numa atitude de respeito e soberania
Passam apenas por baixo de ti
Pois tu és um trono
De beleza
E natureza
E trono só para quem rei é

Magnífica
Árvore de arte do Tupé.

Textos Relacionados à "Árvore de Arte"

ArtePoesias diversas de Cássio Garcez – 01Ode à Mãe Natureza



Compartilhe:  Uêba  |   del.icio.us  |   Rec6  |   Linkk

Faça um Comentário

O que encontrar por aqui?

Estou unindo a minha cara de pau com o serviço inestimável de um blog cultural. Vejam só que idéia magnífica! Dói escrever e ninguém ler. Saiba mais

Quer assinar?

 Assine em um leitor Ou, receba por email:
Digite seu email: