Chuva

Por Declev Dib-Ferreira em 26/10/2007

CHUVA

Declev Reynier

Chuva que cai em gotas
Que se unem em um mesmo destino
Se infiltram na terra formando nascentes
Que descem os rios
Cortando cidades, levando navios
Crescendo ao mar no imenso vazio
Esquenta-se até subir ao céu como vapor invisível
Se une novamente como nuvens
Até que ressuscita em água da chuva
Que cai em gotas
Que se unem em um mesmo destino
Se infiltram na terra
E são sugadas por uma raiz sedenta
Se transformando no corpo de uma planta
Que transpira lançando-a ao espaço
Lá onde se unem formando as nuvens
Que ressuscita à terra em água da chuva
Caindo em gotas
Que se unem em um mesmo destino
De serem engolidas por um animal
Que sua e evapora esse suor
Que vai ao céu
Onde se une formando as nuvens
Que ressuscita à terra em água da chuva
Caindo em gotas
Que se unem em um mesmo destino

Textos Relacionados à "Chuva"

A chuvaOde à Mãe NaturezaAgradecimento



Compartilhe:  Uêba  |   del.icio.us  |   Rec6  |   Linkk

  1. Um Comentário to “Chuva”

  2. Por Ronie em 27/10/2007 | Reply

    Muito bom, Declev. Você tem talento. Um abraço

Faça um Comentário

O que encontrar por aqui?

Estou unindo a minha cara de pau com o serviço inestimável de um blog cultural. Vejam só que idéia magnífica! Dói escrever e ninguém ler. Saiba mais

Quer assinar?

 Assine em um leitor Ou, receba por email:
Digite seu email: